O MEDO QUE A ELITE TEM DO POVO É MOSTRADO AQUI

A Universidade de Coimbra justificou da seguinte maneira o título de Doutor Honoris Causa ao cidadão Lula da Silva: “a política transporta positividade e com positividade deve ser exercida. Da poesia para o filósofo, do filósofo para o povo. Do povo para o homem do povo: Lula da Silva”

Clique na imagem abaixo e conheça o "Quem tem medo da democracia?" - sucessor deste blog

Clique na imagem abaixo e conheça o "Quem tem medo da democracia?" - sucessor deste blog
Peço que, quem queira continuar acompanhando o meu trabalho, siga o novo blog.

domingo, 7 de novembro de 2010

Santa Catarina - FORÇAS ARMADAS BRASILEIRAS EM DEFESA DE EIKE BATISTA

Publico apelo do companheiro Raul Longo, colaborador do QTML?:

Amigos e companheiros:

Precisamos muito do apoio de todos os brasileiros onde quer que estejam. Há
pouco a Folha.Uol divulgou uma matéria sobre o assunto e recebeu comentários
que identificam nosso movimento como de elite, em razão da participação de
moradores do Jurerê Internacional, o bairro ocupado por esta classe aqui na
cidade.

No entanto, se recebemos adesões dos que pretendem lutar contra a
desvalorização de seus patrimônios, os que estão defendendo a manutenção de
suas condições de sobrevivência há meses estão sendo coagidos e intimidados.
Todas nossas manifestações são fotografadas e ao interpelarmos um desses
fotógrafos, depois de negar a ação, já distante do grupo que interceptou sua
fuga, ameaçadoramente afirmou ter fotos de cada um de nós.

Temos sido acintosamente seguidos por duplas, inclusive próximo às nossas
casas.

Tememos por nossas crianças e não temos a quem recorrer.

Pedimos maior divulgação possível. Aos militantes e partidários do PT,
pedimos que transmitam aos integrantes do partido em seus estados, pois
aqui, apesar do apoio e participação de um candidato, também derrotado como
ocorreu com a maioria dos pleiteantes petistas, não encontramos qualquer
respaldo. Pelo contrário. Este mesmo, ainda como candidato foi publicamente
repreendido pela direção estadual do PT.

Como dizia Adoniran: "a situação está muito cínica" e dependemos bastante da
ajuda e da participação de todos para conseguir superar a sistemática
manipulação de informações ao restante do país pelos interessados neste
empreendimento e que, agora, conseguiram até promover o ressurgimento da
repressão militar.

Infelizmente tenho de lhes pedir esse favor.

PARA A PLENA REINSTAURAÇÃO DA DITADURA MILITAR EM SANTA CATARINA, SÓ FALTA
BRUCUTU...


Para quem não sabe ou não lembra, brucutu é como na ditadura militar se
apelidou os pequenos tanques de guerra utilizados para conter as
manifestações de rua.



Sem qualquer representação de seus direitos que contivesse as negociatas
promovidas pelo regime que levou o país ao caos e a degradação social, a
única saída que restava aos brasileiros eram as passeatas e as greves. Aí
mandavam o brucutu para dissolver as manifestações de estudantes e
trabalhadores em defesa de seus direitos de cidadãos brasileiros.



Ainda não se havia chegado a isso contra os que protestam contra a
instalação do estaleiro do empresário Eike Batista no canal da Ilha de Santa
Catarina, mas, de resto, o processo se desenvolveu similarmente às tomadas
de decisões dos governos militares quando, apesar das advertências dos
especialistas: cientistas sociais ou técnicos e acadêmicos, os tecnocratas
de Brasília em conluio com empresários e investidores, sob a proteção das
Forças Armadas destruíam o que queriam destruir, amontoavam quem queriam
amontoar, exterminavam quem queriam exterminar, eliminavam quem queriam
eliminar.



E aquele cientista, aquele intelectual ou homem e mulher do povo que
insistisse em alertar sobre futuras consequências irresgatáveis, que se
cuidasse para não ser tão encarcerado e reprimido quanto foi nosso
Presidente Lula ou nossa eleita Presidente Dilma Rousseff, à qual se espera
que alguém alerte sobre a incoerência de um governo do Partido dos
Trabalhadores que, em curto prazo, promova cerca de 20 mil desempregos.
Irreversíveis, pois não há ofertas para absorção dessa mão de obra na região
de vocação limitada por suas próprias características físicas e geográficas.
Vocação a ser eliminada pela degradação do meio ambiente de um estreito
canal marítimo com cerca de 90 kms de extensão.



Conceder licença para implantação do megaestaleiro do empresário Eike
Batista aqui, sem considerar a possibilidade de outras zonas litorâneas do
estado, muito mais indicadas ao empreendimento tanto pela disponibilidade de
mão de obra especializada no setor, o que aqui não existe, quanto pela
propícia conformação dessas localizações; e desconsiderar as advertências de
eminentes cientistas de diversas áreas das quatro universidades do estado;
será um ato tão ditatorial quanto qualquer outro promulgado entre 1964 e
1985. É um cala-boca e passa-moleque nesta população, que não deixará nada a
dever à promulgação do AI-5.



Conforme declarou o deputado Edison Andrino do PMDB (na época da ditadura
era MDB e diziam-se defensores dos brasileiros), após reunião entre
políticos locais e representantes de Eike Batista com a Ministra do Meio
Ambiente: "Há intenção de promover o entendimento, com o objetivo de, num
momento seguinte, também envolver representantes do Ministério Público
federal e estadual."



Mais igual à ditadura impossível! Quando resolveram devastar a Amazônia, por
exemplo, também demonstraram a mesma intenção de promover o entendimento
entre governo, Forças Armadas, políticos e investidores. Como então não
havia Ministério Público, num momento seguinte comunicaram à FUNAI e outros
organismos então atinentes, sobre o que já haviam decidido. É o que Andrino
chama de "entendimento". Entendimento entre eles, os donos do poder. Como
aqui em Santa Catarina ainda hoje, a população brasileira não tinha que
entender coisa alguma.



Por não terem sido consultadas as populações indígenas se revoltaram, os
seringueiros se revoltaram, os povos da floresta se revoltaram, o Chico
Mendes se revoltou e até os estudantes e os jornalistas lá das cidades
também se revoltaram. Alguns pegaram em armas, outros fizeram greves,
passeatas, e veio o brucutu.



O que falta em Santa Catarina? Um governador da antiga ARENA já temos.
Depois que nossa ex senadora do PT tomou o partido de Eike Batista, ficamos
sem opção e a antiga ARENA conseguiu retornar ao poder em Santa Catarina,
pra desgosto do Presidente Lula.



O que nos falta, então? Imprensa controlada pelo poder econômico do Eike
Batista, tão quanto os políticos? Claro que temos!



O que falta? Ministros que digam inverdades? Isso já foi resolvido. Depois
de declarar que em nosso canal não há atividade pesqueira, o veterinário
Altemir Gregolin já se popularizou como Ministro da Pesca de Traíra.



Para Eike Batista começar a dragar o canal onde sua consultaria de impacto
ambiental detectou apenas 50 entre as mais de 200 espécies registradas da
ictiofauna existente, só faltava brucutu investindo contra a insatisfação
popular e manifestações de trabalhadores.



Não falta mais nada, conforme se reporta na reprodução deste texto de Celso
Martins:

Florianópolis-SC
Barqueata contra Estaleiro OSX
foi reprimida pela Polícia Naval

Por Celso Martins

Bote da Polícia Naval escoltando pescadores até a Capitania
dos Portos.
Florianópolis-SC) - A Marinha do Brasil através de sua Polícia Naval
reprimiu a barqueata contra o Estaleiro OSX, realizada nesta sábado (6.11)
pela manhã nas águas da Baía Norte de Florianópolis e na principal avenida
da cidade, a Beira-Mar Norte, região central da capital catarinense. Poucos
minutos antes da chegada da barqueata integrada por pescadores de São Miguel
(Biguaçu) e de Governador Celso Ramos, a Polícia Naval aguardava nas
proximidades do trapiche em reconstrução. Ao avistarem a primeira leva de
embarcações na altura de Cacupé, os policiais se deslocaram num bote
inflável na direção da barqueata.

"Metade do pessoal que estava com a gente desistiu e retornou por causa da
ação da Marinha", reclamou publicamente o pescador Jonas Oscar Pereira, cujo
colega, Eliton Vitorino, teve a embarcação apreendida e conduzida à sede da
Capitania dos Portos de Santa Catarina, nas imediações da cabeceira
continental da ponte Hercílio Luz. Eliton terá que retornar em dois dias
para prestar depoimento e saber o valor da multa recebida. (Confira no anexo
o auto de infração).

O ato repressivo da Marinha do Brasil aconteceu enquanto lideranças
comunitárias e ambientalistas usavam um microfone para expor os motivos do
ato. O oficial da reserva da Marinha e engenheiro naval Joel Guimarães de
Oliveira usava o microfone quando a Polícia Naval passava pela frente do
trapiche da Beira-Mar escoltando a embarcação de pesca de Rodrigo Machado.
Ex-diretor de estaleiros e residente em Jurerê Internacional, Joel
considerou a iniciativa arbitrária e duvidou que o comandante da Marinha do
Brasil, almirante-de-esquadra Julio Soares de Moura Neto, "tenha
conhecimento disso". A ordem para reprimir a barqueata contra o Estaleiro
OSX foi dada pelo capitão-de-mar-e-guerra Marcelo Santiago Garcia,
comandante da Capitania dos Portos de Santa Catarina.

O advogado Eduardo Lima, morador da Daniela, seguiu com integrantes do
Movimento em Defesa das Baías de Florianópolis para a Capitania dos Portos,
tendo acompanhado a ordem de apreensão da embarcação e aplicação da multa.
Em seguida o pescador Eliton Vitorino foi levado pela Polícia Naval até o
local da manifestação da avenida Beira-Mar Norte: enquanto a Marinha recebeu
vaias e ouviu palavrões, o pescador chegou aplaudido pelos manifestantes.
"Nunca havia sido abordado antes por esse pessoal", disse. Outras duas
embarcações foram notificadas.

O ato contra o Estaleiro OSX contou com infraestrutura de som e barraca
instaladas por volta das 9h30. Aos poucos começaram a chegar os
manifestantes. Os oradores foram se revezando, esperando a chegada da
barqueata iniciada em São Miguel (Biguaçu) e Governador Celso Ramos e
engrossada no caminho por pescadores da Ilha, seguindo em levas de cinco a
seis embarcações. Com a ação repressiva da Marinha do Brasil, a barqueata se
dispersou. A movimentação foi acompanhada do alto por um helicóptero. O
prefeito de Biguaçu, José Castelo Deschamps, estacionou seu veículo junto
aos manifestantes e ficou observando. Depois foi embora. Os participantes do
ato também foram fotografados por desconhecidos.

Um comentário:

por Luiz Claudio Cunha Souza disse...

Estas pessoas tem o direito de protestar e se não cometeram nenhuma ilegalidade não podem ser reprimidas. O presidente Lula se veio a saber do fato tem que se reunir com o ministro da defesa(?) Nelson Jobim e punir os responsáveis pela arbitrariedade.
O exército brasileiro tem que de uma vez por todas deixar de ser uma ameaça ao povo que o paga para por ele ser protegido. O mesmo para a polícia. E o conteúdo programático do que se ensina nestas academias militares tem que urgentemente ser revisto. Ter um exército a serviço de elites empresariais e ideologias importadas dos EUA, muito obrigado, é melhor não ter.

Postar um comentário

Este blog não está subordinado a nenhum partido. Lula, como todo ser humano, não é infalível. Quem gosta dele (assim como de qualquer pessoa), tem o dever de elogiá-lo sem nunca deixar de criticá-lo. ---------------------------------------------------------------------------------------------------- Todas as opiniões expressas aqui, em conteúdo assinado por mim ou pelos colaboradores, são de inteira responsabilidade de cada um. ----------------------------------------------------------------
Comentários são extremamente bem-vindos, inclusive e principalmente, as críticas construtivas (devidamente assinadas): as de quem sabe que é possível e bem mais eficaz criticar sem baixo calão. ----------------------------------------------------------------------------------------------
Na parte "comentar como", se você não é registrado no google nem em outro sistema, clique na opção "Nome/URL" e digite seu nome (em URL, você pode digitar seu site, se o tiver, para que clicando em seu nome as pessoas sejam direcionadas para lá, mas não é obrigatório, você pode deixar a parte URL em branco e apenas digitar seu nome).-----------------------------------------
PROCURO NÃO CENSURAR NADA, MAS, POR FAVOR, PROCUREM NÃO DEIXAR COMENTÁRIOS ANÔNIMOS. NÃO PODEMOS NOS RESPONSABILIZAR PELO QUE É DITO NESSES COMENTÁRIOS.

Att,
Ana Helena Tavares - editora-chefe

Creative Commons License
Cite a fonte. Todo o nosso conteúdo próprio está sob a Licença Creative Commons.

Arquivo do blog

Contato

Sugestões podem ser enviadas para: quemtemmedodolula@hotmail.com
diHITT - Notícias Paperblog :Os melhores artigos dos blogs